O corpo bronzeado é um dos principais desejos das mulheres no verão. É só começar o calor que praias e piscinas ficam lotadas de pessoas expostas ao sol em busca de uma pele morena. Mas como nem sempre é possível (ou saudável) passar horas esperando pelo resultado desejado, algumas soluções rápidas podem ajudar, como os cremes autobronzeantes e o Jet Bronze, recursos que “não fazem mal à pele”, conforme garante o dermatologista Luiz Fernando Tovo.
Para lançar mão desses artifícios e ainda conquistar uma cor bonita – sem manchas ou aspecto alaranjado –, cuidados básicos são necessários. “Fazer uma esfoliação antes da aplicação uniformiza a pele e evita manchas”, diz a dermatologista Maria Cristina Collina. Além disso, hidratar a pele com frequência é recomendável, pois proporciona um efeito mais duradouro ao produto, de até 15 dias.
Os autobronzeadores possuem efeito gradativo e devem ser aplicados como um creme por todo corpo, assim como o Jet Bronze, procedimento em spray que requer uma máquina auxiliar durante a aplicação. Ambos possuem a substância dihidroxiacetona (DHA) como princípio ativo, que estimula a produção de melanina e proporciona o efeito bronzeado. “A procura pelo Jet é o ano todo, mas aumenta em épocas de festas. Casamentos são os recordistas, todo mundo quer estar bronzeado”, explica Juliana Babolin, proprietária do salão Fiori, de São Paulo.
É importante que o corpo esteja limpo, sem hidratante e que a cliente tome banho somente após 4 horas da aplicação. O preço varia entre R$80 e R$120, e o resultado pode ser notado após algumas horas. Depilação com laser ou cera também devem ser evitados para não desbotar o bronzeado.
Os nutricosméticos também podem dar uma forcinha. Os suplementos em cápsulas compostos de betacaroteno e vitamina E são destinados a regenerar a pele ressecada e prometem uma hidratação intensa, o que evita descamações. “Se tiver componente derivado de betacaroteno, ele vai acentuar a sua cor e pigmentação e auxiliar na tonalidade”, esclarece Tovo.